Sem título

Noite. A janela está entreaberta, ou semicerrada, consoante olhemos para ela. A ligeira brisa que corre não deixa entrever novidade, não se insinua, não me provoca com promessas de um Amor que teima em não chegar. Estou farto de relações passageiras, de recordações, da solidão, de viver sozinho, de olhar para as paredes e nelas …

Ergo Sum?

O dia amanheceu com um denso nevoeiro a chorar lágrimas de neblina sobre a praia deserta. O mar está calmo. Tão calmo que pareceria uma enorme lagoa, não fosse a ténue linha de espuma branca que se move num ininterrupto vaivém. O cheiro húmido a orvalho entra pela janela do meu quarto e eu não …

Feliz aniversário, Mãe.

Eu queria que o texto desta semana, como aliás quero sempre, não reflectisse o lado mais soturno e sensível da minha personalidade. Não porque tenha vergonha dessas duas características que me definem, mas porque por vezes não me apetece extravasá-las. Mas isso nem sempre é possível, e desta feita diria mesmo que é impossível. A …